Na passada quarta-feira, 24 de janeiro, passaram seis anos sobre a defesa da minha dissertação de doutoramento em Literaturas e Culturas Românicas: “Os versos de luz por escrever. Vida e obra de Guilherme de Faria”, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Trabalhei sob orientação de Maria João Reynaud, na condição de bolseiro da FCT.
O júri foi composto por Isabel Pires de Lima, José Carlos Seabra Pereira e António Cândido Franco [arguentes], Fátima Marinho, Maria João Reynaud [orientadora] e Zulmira Coelho Santos. Fui aprovado com distinção por unanimidade.

O dia 24 de janeiro tornou-se um desses dias que trago à memória com a luz de uma especial gratidão.
Em 2013 foi publicado o livro Os versos de luz por escrever. Vida e obra de Guilherme de Faria, juntamente com a 3.ª edição da antologia Saudade Minha [poesias escolhidas].
Os dois volumes da dissertação de doutoramento podem ser consultados no repositório aberto da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

 


José Rui Teixeira | 2018